Página Inicial > Artigos > Giovanna Carranza

» Artigos

  • Compartilhe 
  • Giovanna Carranza
  • Planejamento (Teoria para o TJ)

    27/02/2014

     


    Pessoal, a seguir coloco uma parte do conteúdo para o o concurso do TJ!  Vamos que vamos!

    PLANEJAMENTO

     

     

    Está claramente comprovado que empresas que planejam tem resultados superiores a aquelas que agem de uma maneira impulsiva, sem a análise da situação atual ou ponderação das estratégias mais factíveis.

     

    O trabalho de um gestor ou administrador não pode ficar restrito apenas ao atual, ao hoje, ao presente, é necessário  ir mais além do imediato e se projetar para o futuro. Decisões estratégicas precisam ser tomadas, dessa maneira permite-se que a empresa cresça, se desenvolva e sobreviva em uma ambiente altamente competitivo e hostil no caso das instituições privadas e no caso das instituições públicas buscar uma maior competitividade e atendimento das necessidades do cidadão.

     

    Ao planejar, o ad­ministrador configura e reconfigura continuamente a sua organízação ou a unidade organizacional que administra. É necessário saber em qual direção deseja que sua orga­nização siga, tomar as decisões necessárias e elaborar os planos e estratégias para que isso se torne realidade. O planejamento está voltado para o futuro. E o futuro requer uma atenção especial. É para ele que a organização deve estar preparada a todo instante.

     

     

    Palavras chave relacionadas com planejamento; definir, estabelecer, prever, programar, antecipar, reduzir a incerteza, prevenir.

     

    O planejamento é o processo que objetiva orientar o sistema de decisões que afetam o futuro visando redizir a incerteza.

     

    Segundo Peter Drucker, como qualquer decisão gerencial importante, pode levar anos para se tornar realidade - pesquisas, construção de novas instalações, ou projeto de uma novo produto ou serviço -, ela deve também ser produtiva durante anos para obter o retorno de seus investimentos[1]. No caso de uma instrituição pública, o retorno também é buscado, só que é um retorno social.

     

    De acordo com o Dicionário Aurélio (2010), planejamento é o ato ou efeito de planejar. Pode ser definido como um processo articulado de definição de objetivos e de escolha dos meios para atingi-los. O planejamento é um processo de análise e decisão racional que antecede e acompanha à ação da organização na procura de solução para os problemas, ou com vistas a aproveitar as oportunidades, com eficiência, eficácia e constância.

     

    Segundo Paludo (2009), planejamento é um processo racional para a tomada de decisão, com vistas a selecionar e executar um conjunto de ações, necessárias e suficientes, que possibilitarão partir de uma situação atual existente e alcançar uma situação futura desejada.

     

    É falso acreditar que um planejamento é elaborado apenas por uma pessoa, a participação dos funcionários até de outros níveis hierarquicos inferiores, dos clientes e  dos fornecedores é necessária. A instituição privada pode incentivar a liberdade e a iniciativa de seus colaboradores, desde que não contrariem nenhuma proibição expressa na legislação, a instituição pública também pode incentivar a liberdade e a criatividade, mas dentro daquilo que lhe é permitido. (Principio da legalidade)

     

    Planejamento é  a primeira função administrativa do Processo Organizacional (Planejamento, Organização, Direção e Controle). Ele que define objetivos e decide sobre os re­cursos e tarefas necessários para alcançá-los adequadamente.

     

     Príncipios gerais do Planejamento

     

    ü Contribuição para o alcance dos objetivos;

    ü Precedência sobre as outras funções administrativas;

    ü Maximização dos resultados positivos;

    ü Minimização das deficiências.

    ü Racionalização das ações;

    ü Antecipação das situações organizacionais;

    ü Determinação da direção a ser seguida para se alcançar um resultado;

    ü Determinação consciente de cursos de ação

    ü Engloba decisões com base em objetivos, em fatos e na estimativa do que ocorreria em cada alternativa.

     

    Planejar é, portanto, decidir antecipadamente o que fazer, de que maneira fazer, quando fazer e quem deve fazer.

     

    É importante que o planeamento seja entendido como um processo cíclico, continuo e prático das determinações do plano, o que lhe garante continuidade, havendo uma constante realimentação de situações, propostas, resultados e soluções, lhe conferindo assim dinamismo, baseado na multidisciplinaridade, interatividade, num processo contínuo de tomada de decisão.

     

    Os recursos a serem estabelecidos no planejamento são financeiros, humanos, tecnológicos, materiais, estruturais, ambientais etc. Para realizar um planejamento é necessário realizar algumas etapas como a análise da situação atual

     

    Como resultado principal em decor­rência do planejamento estão os planos. Na ausência de planos, a ação organizacional perderia o sentido e se tornaria aleatória e sem rumo. Nesse sentido, todo planejamento se subordina a uma filosofia de ação.

     

    De acordo com Chiavenato os planos facilitam a organização no alcance de seus objetivos e metas. Além disso, os planos funcionam como guias ou balizamen­tos para assegurar os seguintes aspectos:

     

    1.                  Os planos definem os recursos necessários para alcançar os objetivos organiza­cionais.

     

    2.                  Os planos servem para integrar os vários objetivos a serem alcançados em um esquema organizacional que proporciona coordenação e integração.

     

    3.                  Os planos permitem que as pessoas trabalhem em diferentes atividades consis­tentes com os objetivos definidos, Eles dão racionalidade ao processo. São racio­nais porque servem de meios para alcançar adequadamente os objetivos traçados.

     

    4.                  Os planos permitem que o alcance dos objetivos possa ser continuamente mo­nitorado e avaliado em relação a certos padrões ou indicadores a fim de permitir a ação corretiva necessária quando o progresso não seja satisfatório.[2]

     

    De uma maneira geral os passos do planejamento são os seguintes:

     

     

    1o. Definição dos objetivos para a orga­nização. Objetivos são resultados específicos que se pretende atingir. Os objetivos são  estabelecidos para cada uma das subunidades da organização, como suas divisões ou departamentos etc.

     

    2o. Diagnóstico, analise da situação atual;

     

    3o. Estabelecimento dos programas para alcançar os objetivos (de maneira sistemática e racional)

     

    4o. Analisar a viabilidade dos planos e aceitação pelos gerentes e funcionários da organização.

     

    5o. Implementação dos planos e avaliação dos resultados

     



    [1] Drucker, Peter F. Management - tasks, rsponsabilities, practices. p. 121

    [2] Idalberto Chiavenato - Administração Geral e Públic



    Fonte: Obra Administração Geral e Pública para Concursos de Giovanna Carranza

    • Compartilhe 


    Eu Vou Passar® - Copyright 2010. Todos os direitos reservados.

    Eu Vou Passar Comércio de Livros e Materiais Didáticos e Serviços Educacionais Ltda
    Av. Lins Petit, 320 - Salas 403/404 - Boa Vista - Recife - PE - CEP 50.070-230
    CNPJ: 11.292.078/0001-43