Página Inicial > Artigos > Fabiano Sales

» Artigos

  • Compartilhe 
  • Fabiano Sales
  • Língua Portuguesa: Comentários a questões da ESAF

    03/07/2012

    Olá, alunos do Eu Vou Passar!

     

    Os editais para os concursos de Auditor-Fiscal e de Analista-Triburário, ambos da Receita Federal, serão liberados ainda neste ano.

     

    Por isso, compartilho mais duas questões da ESAF, com os respectivos comentários e gabaritos.

     

    A primeira questão aborda o tema "funções sintáticas". Aqui, no EuVouPassar, recebi alguns e-mails de alunos, perguntando-me se esse assunto já foi objeto de prova na ESAF. Vocês verão que sim! :)

     

    A segunda, por sua vez, refere-se à temática dos verbos, assunto bastante recorrente nos certames da banca.

     

     

    Vamos lá! :)

     

     

    (ESAF/Receita Federal)

     

    Em dezembro do ano passado, milhares de pessoas tomaram as ruas de Seattle nos Estados Unidos, para protestar contra uma reunião da Organização Mundial de Comércio, que tentava  aprovar mais uma rodada de liberalização comercial (a chamada Rodada do Milênio). Conseguiram barrar a negociação, que ficou para um futuro para lá de incerto, e, de quebra, ridicularizaram ninguém menos que o presidente americano Bill Clinton, o anfitrião do encontro. Há poucas semanas, o novo alvo da fúria antiglobalizante foi o Fundo Monetário Internacional, que realizava sua reunião anual em Praga, a bela capital da República Tcheca. Mais uma vez, milhares de pessoas ganharam as ruas e forçaram os organizadores do encontro a antecipar o fim da reunião. A voz rouca das ruas parece gritar em uníssono um sonoro não à globalização e ao liberalismo

     

    Quanto às estruturas sintáticas do texto, assinale a opção incorreta. 


     

    a) O sujeito de "conseguiram" e de "ridicularizaram" é "milhares de pessoas".

     

    b) "a antecipar o fim da reunião" funciona como objeto indireto. 

     

    c) A expressão "a bela capital da República Tcheca" tem a função de aposto de "Praga". 

     

    d) "os organizadores do encontro" tem a função de objeto direto. 

     

    e) "o anfitrião do encontro" tem a função de objeto direto. 

     

     

    Comentário: Vamos analisar cada opção.

     

    A) Certa. A expressão "milhares de pessoas" é sujeito das formas verbais "conseguiram" e "ridicularizam". Por meio do contexto, percebam que há referência a essa locução, ainda que o sujeito "milhares de pessoas" esteja em período distinto. Vejam o excerto:

     

    "Em dezembro do ano passado, milhares de pessoas tomaram as ruas de Seattle nos Estados Unidos, para protestar contra uma reunião da Organização Mundial de Comércio, que tentava  aprovar mais uma rodada de liberalização comercial (a chamada Rodada do Milênio). (Milhares de pessoas) Conseguiram barrar a negociação, que ficou para um futuro para lá de incerto, e, de quebra, (milhares de pessoas) ridicularizaram ninguém menos que o presidente americano Bill Clinton, o anfitrião do encontro.

     

    B) Certa. No contexto, o verbo "forçar" é transitivo direto e indireto (força alguém a alguma coisa), ou seja, exige dois complementos verbais:

     

    "os organizadores do encontro" - objeto direto

     

    "a antecipar o fim da reunião" - objeto indireto.

     

                Portanto, a afirmativa do examinador está correta.

     

                Percebam que, na estrutura do objeto indireto, há o verbo "antecipar". Sendo assim, temos um objeto indireto oracional, equivalente a uma oração subordinada substantiva objetiva indireta. Para facilitar a visualização, utilizem o seguinte artifício: substituam a oração pelo pronome demonstrativo "ISSO":

     

    "...milhares de pessoas (...) forçaram os organizadores do encontro a antecipar o fim da reunião."

     

    "...milhares de pessoas (...) forçaram os organizadores do encontro a isso."

     

     

    C) Certa. No trecho "sua reunião anual em Praga, a bela capital da República Tcheca", o segmento destacado é um aposto explicativo (único tipo de aposto separado por vírgula).

     

    D) Certa. Ao analisar a opção (B), identificamos que a expressão "os organizadores do encontro" desempenha a função de objeto direto da forma verbal "forçaram".

      

    E) Esta é a resposta da questão. Analisando o trecho "...ridicularizaram ninguém menos que o presidente americano Bill Clinton, o anfitrião do encontro", percebemos que a expressão destacada desempenha a função de aposto. Notem, ainda, que a natureza dessa locução é explicativa. Portanto, temos um aposto explicativo (novamente separado por vírgula).

     

    Gabarito: E.

     

     

     

    (ESAF/CGU) Abaixo estão recomendações para evitar o estresse. Assinale a opção na qual os verbos estão conjugados, corretamente, na terceira pessoa do singular.

     

    a) Saboreie a vida, dai mais valor a suas experiências.

    b) Aprende a dizer não. Peça ajuda sempre que necessário.

    c) Para e medite. Põe uma uva passa na boca. Note textura, cheiro e sabor.

    d) Fique atenta à respiração. Inspira e expira lentamente. 

    e) Invista em prazeres: ouça música, leia, dê-se o direito de não fazer nada.

     

    (Cristina Nabuco, ?Para desacelerar? Cláudia, junho 2007, p. 227.)

     

    Comentário: Em regra, a questão versa sobre a flexão do verbo no imperativo. Vamos analisar cada assertiva.

     

     

    A) Errada. A forma verbal "saboreie" está conjugada na 3ª pessoa do singular do imperativo afirmativo. Por sua vez, "dai", proveniente do verbo "dar", está conjugada na 2ª pessoa do plural (vós).

     

    B) Errada. A forma verbal "aprende" está conjugada na 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo. Já a estrutura "peça" está na 3ª pessoa do singular .

     

    C) Errada. No contexto, a forma "para" é proveniente do verbo "parar" e está conjugada na 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo. Por sua vez, a forma verbal "medite" está flexionada na 3ª pessoa do singular do mesmo tempo e modo que o verbo "parar". Por fim, "põe" denota flexão na 2ª pessoa do singular.

     

    D) Errada. A forma verbal "fique" está flexionada na 3ª pessoa do singular do imperativo afirmativo. Entretanto, isso não ocorre com as estruturas verbais "inspira" e "expira", pois ambas estão conjugadas na 2ª pessoa do singular.

     

    E) Esta é a resposta da questão. No período, todas as formas verbais - "invista", "ouça", 'leia" e "dê" - estão conjugadas na 3ª pessoa do singular do imperativo afirmativo. Percebam que todas são formadas a partir do presente do subjuntivo:

     

    Que ele invista (presente do subjuntivo) :: Invista você (imperativo afirmativo) - 3ª pessoa

     

    Que ele ouça (presente do subjuntivo) :: Ouça você (imperativo afirmativo) - 3ª pessoa

     

    Que ele leia (presente do subjuntivo) :: Leia você (imperativo afirmativo) - 3ª pessoa

     

    Que ele (presente do subjuntivo) :: você (imperativo afirmativo) - 3ª pessoa

     

     

    Gabarito: E.

     

    Pessoal, no sítio TECCONCURSOS, as provas de Português do MDIC e da CGU, ambas realizadas em 2012, já estão integralmente comentadas. Confiram!

     

    Também preparei um curso para a Receita Federal no "site" Estratégia Concursos. O preparatório contempla os assuntos mais recorrentes nas provas da ESAF. Além disso, contém sete provas comentadas na íntegra!

    Confiram a aula demonstrativa no link abaixo:

    http://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/824/portugues-p-rfb---teoria-e-exercicios---2012.html

     

    Bons estudos e forte abraço!

    Fabiano Sales.

     

    Facebook: www.facebook.com/salesfabiano

    Twitter: @profabianosales

    Blog Português e Redação para Concursos

     

     

     

    • Compartilhe 


    Eu Vou Passar® - Copyright 2010. Todos os direitos reservados.

    Eu Vou Passar Comércio de Livros e Materiais Didáticos e Serviços Educacionais Ltda
    Av. Lins Petit, 320 - Salas 403/404 - Boa Vista - Recife - PE - CEP 50.070-230
    CNPJ: 11.292.078/0001-43