Página Inicial > Artigos > Ricardo Vale

» Artigos

  • Compartilhe 
  • Ricardo Vale
  • Teoria das Vantagens Comparativas

    20/06/2011

    Olá, pessoal, tudo bem? Como vão os estudos?

    Espero que estejam cada vez mais motivados a alcançar seus objetivos!

    Dando continuidade aos nossos artigos, continuaremos a falar sobre as Teorias de Comércio Internacional. Em artigo anterior, já havíamos tratado da Teoria das Vantagens Absolutas. Hoje falaremos sobre a Teoria das Vantagens Comparativas!

    Segundo a Teoria das Vantagens Absolutas, cada país deveria se especializar na produção dos bens em que fosse mais eficiente.

    Mas aí é que vem a pergunta: e se um país for mais eficiente na produção de todos os bens? Será possível o comércio internacional?

    A resposta a essa questão nos é dada pela Teoria das Vantagens Comparativas!

    Vejamos a situação abaixo!

    Imaginemos 2 países (Brasil e Inglaterra). No Brasil, um trabalhador consegue produzir 2 sapatos / hora ou 3 bolsas / hora. Na Inglaterra, um trabalhador consegue produzir 8 sapatos / hora ou 4 bolsas / hora.

    Nessa situação, a Inglaterra é mais eficiente tanto na produção de sapatos quanto na produção de bolsas. No entanto, a Inglaterra é relativamente mais eficiente na produção de sapatos do que na produção de bolsas. E, por isso, segundo a Teoria das Vantagens Comparativas, ela deverá se especializar na produção de sapatos.

    Assim, com a Inglaterra se especializando na produção de sapatos e o Brasil se especializando na produção de bolsas, teríamos ao final de 4 horas de trabalho:

    - Na Inglaterra:  8 sapatos / h  x 4 h = 32 sapatos

    - No Brasil: 3 bolsas / h x 4 h = 12 bolsas

    - A sociedade como um todo produz 32 sapatos e 12 bolsas

    Se ninguém se especializasse em nada e cada país trabalhasse 2 horas na produção de sapatos e 2 horas na produção de bolsas, teríamos:

    - Na Inglaterra: 8 sapatos / h x 2 h = 16 sapatos      -      4 bolsas / h x 2 h = 8 bolsas

    - No Brasil: 2 sapatos / h  x 2 h = 4 sapatos      -       3 bolsas / h x 2h = 6 bolsas

    - A sociedade como um todo produz 20 sapatos e 14 bolsas.

    Comparando as duas situações, eu faço a seguinte pergunta: é melhor que cada país se especialize na produção de um bem ou que ninguém se especialize em nada?

    Para a sociedade como um todo, é melhor que cada país se especialize na produção do bem em que possua vantagens comparativas, isto é, que cada país se especialize na produção de bens em que é relativamente mais eficiente.

    Dessa forma, pela Teoria das Vantagens Comparativas, o comércio internacional será a alternativa mais viável ainda que um país seja mais eficiente na produção de todos os bens.

    Um grande abraço a todos,

    Ricardo Vale

    "O segredo do sucesso é a constância no objetivo!"

    ricardovale@euvoupassar.com.br

    www.soconcursandos.blogspot.com

    http://www.facebook.com/profile.php?id=1509625588

     

    • Compartilhe 


    Eu Vou Passar® - Copyright 2010. Todos os direitos reservados.

    Eu Vou Passar Comércio de Livros e Materiais Didáticos e Serviços Educacionais Ltda
    Av. Lins Petit, 320 - Salas 403/404 - Boa Vista - Recife - PE - CEP 50.070-230
    CNPJ: 11.292.078/0001-43