Página Inicial > Artigos > Fernando Pestana

» Artigos

  • Compartilhe 
  • Fernando Pestana
  • Reescritura de Frases? Seus problemas acabaram... 2

    27/10/2011

    Salve, salve!

     

    Hoje começa à vera a saga chamada Reescritura de Frases! Lembra-se de que eu falei que ia abordar respectivamente aqueles mais de 20 tipos de reescrituras? É a hora... Acompanhe...


    Linguagem informal para formal

     

    O registro coloquial ou informal desrespeita algumas regras gramaticais, afastando-se assim do registro culto ou formal da língua, que, por sua vez, é pautado nas regras prescritas pela norma culta (conjunto de regras gramaticais baseadas na variação culta da língua).

     

    Há muitos desvios gramaticais no registro coloquial ou informal; é óbvio que não vamos esgotar o assunto aqui, mas tenha certeza de que este elaborado esboço é o "caminho das pedras" para quem almeja acertar mais uma questão na prova.

     

    Sendo assim, veja alguns desvios ocorridos comumente no registro coloquial ou informal e seu correspondente culto ou formal.

     

    Alguns empregos inadequados de PRONOMES

     

    - Eu não vi ela hoje. / Eu não a vi hoje.

    - Me dá um beijo. / Dá-me um beijo.

    - Menina, quero falar consigo. / Menina, quero falar contigo.

    - Deixe eu manusear o livro? / Deixe-me manusear o livro?

    - Finalmente, ela trouxe isso para mim comer! / Finalmente, ela trouxe isso para eu comer.

    - Encontrei várias placas nas ruas cujas diziam: Vende-se casa aqui. / Encontrei várias placas nas ruas que diziam: Vende-se casa aqui.

    - A meu modo, isso aqui vai ser feito. / A meu modo, isto aqui vai ser feito.

     

    Alguns empregos inadequados de CONJUGAÇÃO VERBAL, UNIFORMIDADE DE TRATAMENTO e CORRELAÇÃO VERBAL

     

    - Quando você ver a Maria, avisa-me. / Quando você vir Maria, avise-me.

    - Os policiais deteram os assaltantes em flagrante delito. / Os policiais detiveram os assaltantes em flagrante delito.

    - As vítimas não se disporam a depor, com medo de represálias. / As vítimas não se dispuseram a depor, com medo de represálias.

    - Precisa-se de pessoas competentes e que sejem ágeis. / Precisa-se de pessoas competentes e que sejam ágeis.

    - Se és velho comilão, prepare teu caixão. / Se és velho comilão, prepara teu caixão. 

    - Caso voltasse a trabalhar, era com certeza mais feliz. / Caso voltasse a trabalhar, seria com certeza mais feliz.

     

    Algumas REGÊNCIAS inadequadas

     

    - A mulher que gosto é você. / A mulher de que gosto é você.

    - Querida, eu lhe amo, mas quero assistir o jogo. / Querida, eu te amo, mas quero assistir ao jogo.

    - Fomos ontem no cinema; valeu muito a pena. / Fomos ontem ao cinema; valeu muito a pena.

    - Todos preferem mais praia do que piscina. / Todos preferem praia a piscina.

    - Vou agora perdoá-lo. / Vou agora perdoar-lhe.

     

    Algumas REDUÇÕES de palavras

     

    - Tu louco! / Tu estás louco!

    - Você vem, ? / Você vem, não é?

    - Já não disse pra você fazer aquilo!? / Já não disse para você não fazer aquilo!?

     

    Algumas GÍRIAS

     

    - Maluco, chega aqui, que eu quero te dar o papo de um bagulho sinistro. Tá ligado? / Meu amigo, venha aqui, que eu quero lhe informar que a situação está complicada. Entendeu?

     

    Alguns empregos inadequados de VERBOS IMPESSOAIS

     

    - Tem algum posto de gasolina aqui? / Há algum posto de gasolina aqui?

    - Deverão fazer agora dois meses quando assistimos à bela ópera. / Deverá fazer agora dois meses quando assistimos à bela ópera.

     

    Alguns empregos inadequados de EXPRESSÕES HOMÔNIMAS ou PARÔNIMAS e INADEQUAÇÃO VOCABULAR (ORTOGRAFIA)

     

    - Na realidade, não nos víamos a alguns anos. / Na realidade, não nos víamos há alguns anos.

    - Depois da seção, fomos jantar. / Depois da sessão, fomos jantar.

    - Esta proposta é um previlégio. / Esta proposta é um privilégio.

    - Estudamos, afim de passar na prova. / Estudamos, a fim de passar na prova.

    - O meio-ambiente deve ser encarado como uma coisa importante. / O meio ambiente deve ser encarado como um assunto importante.

    - É porisso que todos aqui devem buscar um "lugar ao sol". / É por isso que todos aqui devem buscar um "lugar ao sol".

    - Falam-se duas línguas no Canadá, por causa de que houve povos diferentes por lá. / Falam-se duas línguas no Canadá, porque houve povos diferentes por lá.

     

    Alguns desvios de CONCORDÂNCIA VERBAL ou NOMINAL

     

    - Muitas cartas a que os artistas deveriam responder não chegou mês passado. / Muitas cartas a que os artistas deveriam responder não chegaram mês passado.

    - A gente ainda, apesar de toda a luta contra o preconceito linguístico, pensamos que a norma culta é o português correto. / A gente ainda, apesar de toda a luta contra o preconceito linguístico, pensa que a norma culta é o português correto.

    - Obrigada!, disse ao público que lotava o estádio o cantor estrangeiro. / Obrigado!, disse ao público que lotava o estádio o cantor estrangeiro.

    - Daqui a um mês, haja visto as provas, começarei a estudar. / Daqui a um mês, haja vista as provas, começarei a estudar.

    - Infelizmente, menas mulheres estarão na praia hoje. / Infelizmente, menos mulheres estarão na praia hoje.

    - Via-se muitas meninas vestidas de fio dental no fim de 1990. / Viam-se muitas meninas vestidas de fio dental no fim de 1990.

    - O cigarro ou a fumaça do cigarro provoca o câncer. / O cigarro ou a fumaça do cigarro provocam o câncer.

    - Cachaça é boa demais. / Cachaça é bom demais.

     

    Alguns casos de CRASE inadequada (ou não emprego dela)

     

    - Havia muitas críticas à diversas programações. / Havia muitas críticas a diversas programações.

    - Nós visávamos aquela vaga no concurso para Auditor Fiscal. / Nós visávamos àquela vaga no concurso para Auditor Fiscal.

    - Remetemos à Sua Excelência, o deputado, a carta. / Remetemos a Sua Excelência, o deputado, a carta.

     

    Alguns casos inadequados de REDUNDÂNCIA

     

    - Muitos observaram o panorama geral, e nada fizeram. / Muitos observaram o panorama, e nada fizeram.

    - Nós decidimos consensualmente em conjunto lutar contra os fenômenos impositores da norma culta. / Nós decidimos lutar contra os fenômenos impositores da norma culta.

     

    Alguns casos inadequados de AMBIGUIDADE

     

    - Roberto, a Cláudia trouxe seu casaco cheio de cores. / Roberto, a Cláudia trouxe teu casaco

    - João quer participar do concurso, mas ela não quer. / João quer participar do concurso, mas ela não quer que ele participe (ou ela não quer participar)

     

    Lembrem-se: há muitas outras inadequações que ocorrem no registro coloquial, mas não há espaço para abordarmos todos os casos. Abordei os principais e mais gritantes. Caso haja alguma dúvida, envie um e-mail para fernandopest@yahoo.com.br.

     

    Grande abraço!

     

    Pestana

    fernandopest@yahoo.com.br ou  fernandopestana@euvoupassar.com.br


    PS: Conheçam meus artigos em PDF no www.estrategiaconcursos.com.br


    • Compartilhe 


    Eu Vou Passar® - Copyright 2010. Todos os direitos reservados.

    Eu Vou Passar Comércio de Livros e Materiais Didáticos e Serviços Educacionais Ltda
    Av. Lins Petit, 320 - Salas 403/404 - Boa Vista - Recife - PE - CEP 50.070-230
    CNPJ: 11.292.078/0001-43