Página Inicial > Artigos > Paulo Henrique

» Artigos

  • Compartilhe 
  • Paulo Henrique
  • Conhecendo a FGV...

    01/09/2010

    Olá, meu povo!

    Tenho recebido diversos e-mails de concurseiros querendo se preparar para provas cuja banca é a Fundação Getúlio Vargas. Muitos deles comentam que a banca não trabalha muito com RL, ficando, assim, mais difícil a preparação.

    Como não gostamos de deixar ninguém ‘na mão’, a partir de hoje, e ao longo das próximas semanas, vamos comentar algumas questões dessa banca para que vocês tenham noção do estilo dela, ok?

    Ultimamente, os editais da FGV vêm com o seguinte conteúdo:

    Entendimento da estrutura lógica de relações arbitrárias entre as pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; dedução de novas relações fornecidas e avaliação das condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e análise da lógica de uma situação, utilizando as funções intelectuais; raciocínio verbal, raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos e discriminação de elementos.

    Editalzinho mais batido não tem, pessoal! Já comentamos anteriormente que várias bancas trabalham com este conteúdo. Entendo que a idéia é fugir das anulações por apresentarem questões ‘fora’ do conteúdo programático.

    De fato, a FGV não tinha o costume de trabalhar com RL. Porém, em 2010, a coisa mudou! Pelo menos 3 concursos (Ministério da Educação, Docas de São Paulo e Badesc) trouxeram questões em suas provas. E não é nada do outro mundo!!! Olhem só!!!

    A negação da sentença ‘Se tenho dinheiro, então sou feliz’ é

    a) Se não tenho dinheiro, então não sou feliz.

    b) Se não sou feliz, então não tenho dinheiro.

    c) Não tenho dinheiro e sou feliz.

    d) Não tenho dinheiro ou sou feliz.

    e) Tenho dinheiro, e não sou feliz.

    Questão de Conceitos Iniciais de Lógica, mais especificamente sobre negação de proposições.

    Precisamos saber que:

    ~(p -> q) = ~(~p v q) => vocês devem lembrar da equivalência de condicional! É só negar ambos os lados!

    ~(p -> q) = (p ^ ~q) => notem que na fórmula acima, na 2ª parte, a negação de uma disjunção. Logo, poderemos transformá-la em uma conjunção, ok?

    Então:

    Se tenho dinheiro, então sou feliz = TD -> SF

    ~(TD -> SF) = (TD ^ ~SF) = Tenho dinheiro , e não sou feliz

    Gabarito: letra E.

    Acompanhem também nosso blog (link abaixo), pois comento outras questões dessa e de outras bancas. Se quiser comentário de questão, é só mandar pro meu e-mail que ela pode virar um comentário no blog, ok?

    Beijo no papai e na mamãe,

    PH

    ph@euvoupassar.com.br

    Visitem meu blog - são 365 questões de RL em 365 dias

    http://beijonopapaienamamae.blogspot.com

    • Compartilhe 


    Eu Vou Passar® - Copyright 2010. Todos os direitos reservados.

    Eu Vou Passar Comércio de Livros e Materiais Didáticos e Serviços Educacionais Ltda
    Av. Lins Petit, 320 - Salas 403/404 - Boa Vista - Recife - PE - CEP 50.070-230
    CNPJ: 11.292.078/0001-43